Esporro Público 2018 - #RIPLemmy - UOL Blog
Noite ilustrada de muito

Ontem fui ao Centro Cultural assistir a duas bandas nacionais: Lawmaker e King Bird. Como nas duas primeiras vezes, fui ao show de graça. De bagatela fiz algumas amizades. Desconhecidas, mas quando o assunto é Rock'N'Roll, aí sim é fidelidade na veia!

Começando o show veio a banda Lawmaker. Logo pensei que seria uma bandinha de Metal Melódico, como akela moça ao meu lado me falou, mas quando a poeira baixou... Meu Caro, foi um Heavy de prima! O baterista (será uma reencarnação de Dimebag Darrell?) espancando seu kit, como se fosse uma trincheira de guerra. O guitarrista solando parecia o Tom Morello. O vocalista tem um agudo parecido com o do Andre Matos. Mas a banda foi muito boa! Deu conta do recado. No final, bati um papo com o vocalista e o guitarrista, muito gente boa, dizendo que deveria ter essa iniciativa de show serem de graça!

Agora essa que é uma das melhores promessas do Rock Pesado Brazuca: o King Bird. Formado pelo vocalista João Luiz (Evil Eyes Dio Cover e Electric Funeral Black Sabbath Cover) e o guitarrista Sílvio Lopes, essa banda faz um Rock'N'Roll anos 70, caminhando pelas bandas Rainbow (fase Dio), Whitesnake, Lynyrd Skynyrd, Free e Bad Company. Lógico que o vocal desse cara foi de outro mundo, pois é um misto de Dio mais Chris Cornell, além das piruetas que faz com seu pedestal à lá Mestre Dio! O guitarrista estava vestido como akeles guitarristas do Lynyrd Skynyrd. Foi um puta show! Peso na medida certa!

Parabéns as duas bandas e que o Rock/Metal Nacional revele mais outras. Precisamos apoiar o que é nosso! It's Hard! It'S Only "Fucking" Rock'N'Roll!

Efeito Urtigão

Fui assistir a peça "Efeito Urtigão" no Centro Cultural, na terça. Muito boa a peça. Mário Bortolotto em sua performance dígna de um Antônio Fagundes de quinta, fazendo o papel de um fracassado jornalista, frustrado de sua vida cheia de situações do dia-a-dia. Paulo de Tarso (não o apóstolo!), o Picanha, é um amigo "mala" visitando o protagonista em seu claustrofóbico muquifo, tirando dele a tranqüilidade, algo como o Urtigão faz na sua vida.

Picanha é um coadjuvante perfeito. Dígno de um Tony (Oscar do teatro), mas duvido que algum grande crítico de um grande jornal fale sobre as peças do Cemitério de Automóveis.

Mas, como eu não sou crítico, vou falar sobre a peça: "Ela é muito boa, uma comédia dramática, nos faz refletir como a nossa vida é um lixo. Cheio de pessoas chatas, querendo arruinar nossas vidas. Essa é a definição de que podemos ser como Urtigão".

Não é puxação de saco! É uma crítica séria, de um telespectador sério!

Definições para Câncer

Segundo o "pai dos burros", o dicionário (ou diciotário!), câncer é, patológicamente, um tumor malígno, cancro. Na astrologia é uma constelação em forma de caranguejo; no zodíaco é o quarto sígno astral, também em forma de caranguejo (22 de junho a 21 de julho).

Mas, minha definição sobre câncer é: "indivíduo insuportável, infeliz, desprezível, capaz de infernizar a vida de qualquer ser vivo". Exemplo: colegas de escola, ex-amigos, vizinhos, irmãos "mala", mulheres (não importa a aparência!), chefes, políticos, playboyolas, todo tipo de indivíduo sem caráter.

Só espero que refaçam um "diciotário" com essa definição que dei.




[ ver mensagens anteriores ]
Rodrigo Souza Mlh

Criar seu atalho
Meu Perfil
BRASIL, Homem, de 26 a 35 anos, Música, Cinema e vídeo