Esporro Público 2018 - #RIPLemmy - UOL Blog
Hatebreed - Live Dominance

Há inúmeras bandas em que o contato com o público é imediato. no caso do Hatebreed, não é diferente. Formada em Massachuetts (EUA) por Jamey Jasta (v), Sean Martin e Frank "3 Gun" Movinec (g), Chris Beattie (bx) e Matt Byrne (bt) registram toda essa interação em Detroit, no DVD Live Dominance.

Ainda divulgando o último álbum Supremacy (2007), o Hatebreed mostra porque é uma das bandas mais brutais da atualidade. Músicas como This Is Now, Beholder Of Justice, Doomsayer, Straight To Your Face, Destroy Everything, Facing What Consumes You e Live For This são um real convite à stage Dying, moshs e rodas homéricas. No meio do show, um dos caras da platéia aparece com o olho machucado.

O massacre termina com I Will Be Heard. O DVD também tem extras, com algumas partes de shows que a banda gravou. Não à toa que Jasta é um frontman de atitude. Ele canta, grita, corre, faz discursos...

Se os seus DVDs estão chatos, pegue esse Live Dominance e prepare seus pescoços. Destroy... Everything!

Soulfly - Conquer

No ano passado, comentei tudo sobre o Soulfly e o Cavalera Conspiracy. O disco que marcou a volta dos irmãos Max e Igor remete aos tempos áureos do Sepultura (Fase Arise até Roots). Já o Soulfly foi sobre o DVD que conta a fase de Max pós-Sepultura, desde o primeiro disco até Prophecy, antecipando as mudanças que iriam acontecer.

Após Dark Ages (2005), Max Cavalera (v/g), Marc Rizzo (g), Bobby Burns (bx) e Joe Nunez (bt) investem num Death, Thrash e Hardcore e gravam Conquer. É aí que Max Possessed reencarna e vocifera como nunca.

Blood Fire War Hate abre a bolacha, de forma épica. David Vincent (Morbid Angel) empresta seus guturais para cantar esse hino de guerra. Outro que também dá uma canja de sangue com Max é Dave Peters (Throwdown) em Unleash, no qual Marc Rizzo dá um show de técnica.

A fase Arise/Chaos A.D. também está presente em Paranoia, Warmageddon, For Those About to Rot (não confundam com akela do AC/DC), Enemy Ghost, Doom e Fall os Sycophants.

O CD fecha com Soulfly VI, mantendo o clima dos anteriores, mostrando uma versatilidade musical soberba.

Tire suas conclusões e ouça Conquer. Se Max Cavalera sonha mesmo voltar ao Sepultura, quem somos nós para recusar? Scream, Muthafucka! DOOM!




[ ver mensagens anteriores ]
Rodrigo Souza Mlh

Criar seu atalho
Meu Perfil
BRASIL, Homem, de 26 a 35 anos, Música, Cinema e vídeo