Esporro Público 2018 - #RIPLemmy - UOL Blog

Ontem assisti no Sindicato dos Bancários o documentário Rita Cadillac - A Lady do Povo. O filme conta a vida dessa musa, que já passou por tudo na sua vida, desde a sua infância infeliz no Rio, quando foi criado por sua avó, não conheceu seu pai, foi abandonada por sua mãe, quando estudou num colégio de Freiras, até a sua guinada da sua vida quando virou chacrete do famoso Cassino do Chacrinha.

Mas a intenção do Doc é mostrar a Rita de Cassia, uma dona de casa que se afasta da musa dos anos 80. Alguns detalhes foram mostrados, como os filmes pornõ que ela atuou, a visita do garimpo da Serra Pelada, sua visita histórica no Carandiru.

Parabens ao Toni Venturi, por colocar na tela a verdadeira Rita Cadillac, que como ela disse: "Não basta ver com os olhos, mas com o coração"

Passaram seis meses. Seis meses depois da minha maior estrela ter desaparecido da minha vida. Enquanto meu pai e meus irmãos estão decidindo suas vidas, eu ainda não consegui atingir meus objetivos.

Despedicei minha vida inteira por muitos fracassos, objetivos não-realizados, tudo por causa do mau uso do meu tempo.

Tenho medo que eu possa cair em depressão.Sucumbirei aos vícios por causa da dor que ainda sinto.Imagino como seria minha vida se meu pai e meus irmãos não estarem mais aqui.

Meu futuro,por mais cruel que seja, éincerito.minhas esperanças de seguir minha vida estão ameaçadas.

Cinco dias. Essa foi a semana mais decisiva da história do Judiciário brasileiro. A sentença do casal Alexandre Nardoni e Ana Jatobá é o indício de que a Justiça do nosso solo ainda respira,depois detanta impunidade que tivemos que engolir. O pai cumprirá 31 anos pelo péssimo exemplo como condutor. Jáamadrasta terá 26anos para colocar a cabeça no lugar e perceber a pior besteira que ela cometeu.

Enquanto o povo,que sempre engoliu essas injustiças, comemorava a decisão do júri,a mãe de Isabela, Ana Carolina Oliveira, respira aliviada e, ao olhar para  céu, pensou na sua pequena estrela que anda brincando entre as nuvens.

Ocasal terá, como companheiros, pessoas ilustres que também viraram matérias de peincipais jornais. A estrela da vez foi Francisco Cembranelli. Quam achava que a Justiça era cega...




[ ver mensagens anteriores ]
Rodrigo Souza Mlh

Criar seu atalho
Meu Perfil
BRASIL, Homem, de 26 a 35 anos, Música, Cinema e vídeo