Esporro Público 2018 - #RIPLemmy - UOL Blog

Desde moleke sempre fui um aficcionado em TV. Principalmente, o SBT. Sempre tive o Sílvio Santos como ídolo, além do gugu, Hebe, Boris Casoy, Eliana, Jô Soares, Chaves, entre outros que já passaram pela emissora. Eu ainda me lembro dos programas que já pipocaram na telinha do patrão, como Aqui Agora, Programa livre, Jô Onze e Meia, Viva a Noite... eu poderia me lembrar um monte de programas, mas a minha memória me impede. Além, é claro, das novelas que marcaram, como Carrossel (como eu mava a Professora Helena), Brasileiras & Brasileiros (será que alguém se lembra do Totó?), Éramos Seis, Chiquititas (ainda me atormenta!). E tem gente que prefere novelas da Record.

Mas, akeles tempos já passaram. Hoje o SBT voltou no vermelho. Não é a primeira vez que isso acontece. O Patrão botou todo o patrimônio à venda. O Banco PanAmericano corre o risco de falir, se não pagar toda a dívida, que colocaria, em risco, o caixa do Grupo SS. O SBT, óbvio, está na alça da mira credora. Não é novidade que o SBT não tinha akela famosa jogada de marketing, "no ar, mais um vice-campeão de audiência". O que era pra ser "a TV mais feliz do Brasil", virou um enígma para o futuro televisivo.

Às vésperas de completar 80 anus, Senor Abravanel tenta, na medida do possível, acalmar as suas colegas de trabalho. Será que, ao invés de gritar "Quem quer dinheiro?" e jogar, ele vai pedir ajuda aos universotários? Ou melhor, ele vai topar com Roberto Justus, que vai dizer: "Patrão, vc tá demitido!".

Aguardem mais uma epopéia do Patrão falido...




[ ver mensagens anteriores ]
Rodrigo Souza Mlh

Criar seu atalho
Meu Perfil
BRASIL, Homem, de 26 a 35 anos, Música, Cinema e vídeo